Mary Poppins traz a fantasia de volta aos cinemas

17 dezembro 2018

Por Angélica Bito

 

Mary Poppins, clássico da Disney, chegou aos cinemas em 1964. Na época, o musical era inovador ao misturar live action com animação, especialidade do estúdio até então. O filme marcou uma geração. Meu pai mesmo era grande fã do longa e nunca esqueci disso. Mais de 50 anos depois, a personagem de Julie Andrews volta às telonas, desta vez interpretada pela não menos adorável Emily Blunt em O Retorno de Mary Poppins, que estreia nos cinemas brasileiros nesta quinta-feira (21/12) trazendo na mala quatro indicações ao Globo de Ouro.

 

A babá mais famosa do cinema volta às telas sob a direção de Rob Marshall, que fez Catherine Zeta-Jones cantar em Chicago. Ou seja, de musical ele entende. O retorno de Poppins aqui não é somente às telas, mas também à vida dos Banks. Claro que Michael (Ben Whinshaw) e Jane (Emily Mortimer), as crianças do filme de 1964, já estão grandes. Michael, inclusive, está lutando para criar seus três filhos - os adoráveis Anabel (Pixie Davies), John (Nathanael Saleh) e Georgie (Joel Dawson).- um ano após a morte de sua esposa. Viúvo e agora pai solo, mal consegue manter as contas em dia. Num contexto de profunda crise econômica e desemprego na Inglaterra, Michael corre o risco de perder sua casa após pedir dinheiro emprestado ao banco que ele mesmo trabalha, o mesmo que seu pai trabalhou e bastante presente no filme de 1964. É nesse momento de tanta necessidade que Mary chega trazida por um forte vento, carregada por seu emblemático guarda-chuva/ papagaio falante. Em sua mala onde tudo cabe, ela traz um pouco de disciplina e, claro, fantasia às novas crianças Banks. Imaginação tão perdida pela família toda após a tragédia de perder sua matriarca. Com a ajuda de Mary, as crianças também tentam impedir o banqueiro malvado Wilkins (Colin Firth) a tomar a famosa casa do número 17 da Alameda das Cerejeiras.

O Retorno de Mary Poppins é um filme delicioso. Claro que encanta as crianças, que embarcam no fantástico mundo da imaginação da babá, mas também aos mais crescidos, que podem se reconectar à imaginação há tempos esquecida na infância. As músicas e danças são todas novas, então não espere reviver o clássico Supercalifragilisticexpialidoce na voz de Emily Blunt. Existe um quê de nostalgia em relação ao filme antigo, mas um esforço para trazer uma nova roupagem para a clássica personagem. Podemos dizer até que Emily Blunt nasceu pra ser Mary Poppins. Inclusive, a produção deste filme foi atrasada pois a atriz estava grávida quando recebeu o convite para este papel. Ela está adorável no papel da dura, porém doce babá. Emily e Lin-Manuel Miranda, que interpreta o amigão da garotada Jack, arrasam nas sequências musicais. Não à toa, ambos foram indicados ao Globo de Ouro. As crianças também são fofas demais, mas Joel Dawson, que interpreta o caçula Georgie, merece menção honrosa.

Existe também um ar de nostalgia na produção desta volta de Mary Poppins ao cinema. Atem até uma cena que mistura animação e os personagens em live action, como se Mary levasse as crianças de volta àquele mundo encantado. Inclusive, desde 2011 que os estúdios Disney não usavam desenhos a mão em animações, o que retornou nesta produção. Dick Van Dike, que no filme de 64 interpretava o duro sr. Banks, no filme de 2018 aparece como sr Dawes Jr..  Até o vizinho marinheiro que solta seu canhão de hora em hora com o Big Ben segue firme e forte na Alameda das Cerejeiras. O papel de senhora dos balões chegou a ser oferecido a Julie Andrews, mas ela elegantemente recusou pois não queria roubar a atenção de Emily neste filme. Inclusive, desde o começo Julie abençoou a decisão de ter Emily Blunt vivendo a personagem. Por sua vez, Emily disse que chegou a chorar de emoção quando ficou sabendo desse "selo" de aprovação. É muita fofura, não?

 

E, no fim das contas, um filme adorável como O Retorno de Mary Poppins é sempre bem-vindo também aos espectadores. A gente tá precisando de um escapismo, nem que seja de duas horas, no cinema, não é?

Categoria:

últimas notícias

Dua Lipa, Gloria Groove, Miley Cyrus: os melhores desafios dos 10 anos

news

Shyamalan encerra trilogia perfeita com “Vidro”

Notícias

Desafio dos 10 anos: Transformação de Holly Hagan deixa fãs inspirados

news

'ExNaMTV: A Treta Não Tira Férias': André Coelho vai aloprar muito no 1º episódio

TV

“De Férias Com o Ex EUA”: Farrah não é a mais odiada da casa

Notícias

Resoluções para encontrar o amor em 2019

news

‘ExNaMTV’: Vocês nos marcaram saindo do mar, nós selecionamos as melhores saídas

TV

“Lindsay Lohan: A Dona do Paraíso”: Todo mundo vai perder a paciência com Brent

TV