Banda Dona Cislene resgata rock de Brasília

28 setembro 2015
O rock de Brasília é um dos movimentos musicais mais importantes da história do Brasil. Bandas como Legião Urbana, Capital Inicial e Raimundos mudaram a música de forma que o movimento virou referência para praticamente toda banda que apareceu com uma guitarra depois disso. E Dona Cislene é um exemplo dessa transformação. Formada em 2012, é composta pelos brasilienses: Bruno Alpino (vocalista), Guilherme de Bem (guitarrista), Pedro Piauí (baixista) e Paulo Sampaio (baterista).

Conversamos com a banda sobre o single de “Ilha” (que tem participação de Dinho Ouro Preto do Capital Inicial e Digão dos Raimundos) e os próximos passos da banda, que lançou seu primeiro disco “Um Brinde Aos Loucos”, em 2014 e agora já está pensando no próximo. Nesse domingo, 2 de outubro, o grupo se apresenta em São Paulo no Feeling Music bar


Vamos começar pelo single de “Ilha”. Como surgiram essas participações especiais?
Quando começamos a compor “Ilha” já tínhamos a ideia de fazer um clipe bem temático sobre Brasília. E resolvemos chamar pessoas que tivessem histórias com o rock de Brasília. E os mais próximos eram o Digão e o Dinho porque eles tinham gostado do nosso disco. A participação inicial era só na música. Mas as coisas foram evoluindo e eles acabaram participando do clipe também.

Como foi a gravação do clipe com eles?
O Digão estava em Brasília e foi super solícito. E o Dinho demos muita sorte porque o diretor do clipe já estava indo para São Paulo fazer um job e nós também. Filmamos na garagem da avó do diretor do clipe.



Aliás, foi super interessante esse network com o Dinho. Nós já tínhamos mandado o cd e ele tinha gostado. Aí ficamos sabendo de um show do Capital e fomos para a frente do hotel. Ele nos reconheceu e perguntou se íamos ao show. E perguntou se queríamos ir ao show na van com ele. Nesse percurso falamos do single. Foi onde criamos essa conexão. E ele ficou sabendo que queríamos fazer essa parceria. No meio desse ano.

E qual vocês acham que ainda é a importância de fazer clipes?
Nós percebemos que o público hoje está cada vez com mais sede de material e informação. Você lançar um single não dá a mesma repercussão do que um clipe. Achamos que é um material mais completo. E gostamos muito de gravar e ver depois e fazer cada vez uma ideia diferente.

Desde o início da banda nós sempre gostamos de executar a música junto com a imagem. Pensamos todos juntos na ideia do clipe.



Próximo disco?
Nós terminamos o primeiro disco com a ideia do segundo. Nós gostamos muito de entrar no estúdio. Gostamos mais de gravar e criar coisa nova, do que tocar o que já tocamos. Mas sabemos que é importante divulgar nosso som.

E como rolou a questão de gravar o primeiro disco com crowdfunding?
A utilização do crowdfunding foi ótima porque não tínhamos noção que tinham fãs nossos espalhados pelo Brasil. Nessa etapa conseguimos ter contato com muita gente de outros estados que não tínhamos noção de que existia. E conseguimos bater a meta em 150%.

Dentro da história do rock de Brasília, em qual momento vocês acham que está a banda?
Eu acho que Brasília ainda é considera a capital do rock, mas ficou um tempão sem trazer novas bandas. Teve Natiruts, Raimundos, mas o ciclo não se renovou, agora está começando.

Nós brincamos que se um dia existisse um filme sobre a banda, a história ainda estaria sendo contada. A banda ainda não é tão famosa no Brasil mas consideramos que estamos no caminho.

últimas notícias

MTV Hits: 5 artistas mais tocados em 2018

news

“De Férias Com O Ex Brasil”: os melhores momentos do último episódio

news

“De Férias Com O Ex Brasil”: As melhores saídas do mar da temporada

news

“De Férias Com O Ex Brasil”: o tablet vai mostrar muitas verdades no último episódio!

news

3 motivos para “Aquaman” ser o melhor filme da DC até agora

news

MTV Hits: Vocês acharam que Anitta não ia rebolar a bunda no programa?

news

7 tretas bizarras envolvendo celebridades que rolaram em 2018

news

As melhores apresentações musicais das nossas premiações em 2018

Música