Os Paralamas do Sucesso

Os Paralamas do Sucesso

Apesar dos Paralamas serem considerados parte da "Turma de Brasília" por terem vivido e criado amizade com as bandas locais, o grupo se formou no Rio de Janeiro. Herbert e Bi se conheceram ainda crianças em Brasília, onde eram vizinhos e se reencontraram no Rio, em 1977. A banda foi criada em 1981, com o baterista Vital Dias. Quando o trio conseguiu uma apresentação num festival universitário, Dias não compareceu. Procurando um substituto, foram apresentados a João Barone, que nunca mais deixou o grupo. O sucesso da música "Vital e Sua Moto" rendeu-lhes o primeiro contrato. O álbum de ...

Clipes

Multishow Ao Vivo/2014

Live

Live

Live

Notícia

Atualizado 10 de Outubro de 2013

Biografia completa

Apesar dos Paralamas serem considerados parte da "Turma de Brasília" por terem vivido e criado amizade com as bandas locais, o grupo se formou no Rio de Janeiro. Herbert e Bi se conheceram ainda crianças em Brasília, onde eram vizinhos e se reencontraram no Rio, em 1977. A banda foi criada em 1981, com o baterista Vital Dias. Quando o trio conseguiu uma apresentação num festival universitário, Dias não compareceu. Procurando um substituto, foram apresentados a João Barone, que nunca mais deixou o grupo. O sucesso da música "Vital e Sua Moto" rendeu-lhes o primeiro contrato. O álbum de estréia, "Cinema Mudo", chegou em 1983 e já trazia dois clássicos "Química" e "Cinema Mudo". A repercussão foi muito positiva e o "O Passo do Lui", segundo trabalho, foi lançado no ano seguinte. Em 1985 já eram famosos em todo o país e tocaram na primeira edição do Rock in Rio. O terceiro álbum, "Selvagem?" trouxe letras mais sérias e composições mais bem elaboradas. Músicas como "A Novidade", "Alagados" e "Melô do Marinheiro", somadas ao sucesso conquistado no Rock in Rio, no ano anterior, fizeram com que o disco vendesse aproximadamente 600 mil cópias. Em 1987 foram convidados para participar do Festival de Montreux, na Suíça, que registraram no álbum "D". No mesmo ano a coletânea "Paralamas do Sucesso" foi editada apenas na Europa. Em 1988, foi lançado "Bora Bora". O álbum não foi tão bem quanto os anteriores, mas mesmo assim "O Beco", "Uns Dias" e "Quase um Segundo" tocaram exaustivamente nas rádios. Os Paralamas fecharam a década de 80 com "Big Bang". Dois grandes clássicos, "Lanterna dos Afogados" e "Perplexo" garantiram grande sucesso. O primeiro trabalho dos anos 90 foi a coletânea: "Arquivo", que trazia de bônus a inédita "Caleidoscópio". Em 1991 foi lançado "Os Grãos". Três anos depois foi a vez de "Severino". Gravado e mixado na Inglaterra, o álbum foi o maior fracasso comercial da carreira do grupo. Em 1995 chegou "Vamo Batê Lata", que reunia todos os grandes hits da carreira da banda. O resultado foi muito melhor que o esperado e o disco se aproximou de 1 milhão de cópias vendidas. Composições simples e despreocupada marcaram "Nove Luas", de 1996. No ano seguinte, em comemoração aos 15 anos de carreira, veio "Pólvora", uma caixa com os oito primeiros discos remasterizados no famosíssimo Abbey Road Studios. Ainda no mesmo ano, saiu o segundo solo de Vianna, "Santorini Blues". "Hey Na Na", de 1998, também não decepcionou os fãs. O sucesso rendeu um convite para o "Acústico MTV", que chegou às lojas em 1999. Em fevereiro de 2001, Herbert Vianna sofreu um acidente de ultraleve no litoral sul do Rio de Janeiro. Sua mulher, a inglesa Lucy Needhan, faleceu e o cantor ficou paraplégico. Com o apoio da família e dos companheiros de banda, o músico conseguiu se recuperar e em 2002 os Paralamas lançaram "Longo Caminho". "Uns Dias", gravado ao vivo em São Paulo, foi lançado em 2004, trazendo os grandes clássicos da banda. "Hoje" é o álbum de inéditas, lançado em 2005, com participação de Manu Chao, Andreas Kisser, Nando Reis e outros. O disco levou o prêmio "Melhor Álbum de Rock Brasileiro" no Grammy Latino 2006, mostrando que os Paralamas continuam firmes e com muita energia para novos sucessos. DISCOGRAFIA 1983 - Cinema Mudo 1984 - O Passo do Lui 1986 - Selvagem? 1987 - D 1988 - Bora-Bora 1989 - Big Bang 1990 - Arquivo 1991 - Os Grãos 1994 - Severino 1995 - Vamo Batê Lata 1996 - Nove Luas 1998 - Hey Na Na 1999 - Acústico MTV 2000 - Arquivo II Coletânea 2002 - Longo Caminho 2004 -Uns Dias Ao Vivo 2005 - Hoje 2006 - Perfil Estrangeiros 1986 - Os Paralamas do Sucesso - coletânea portuguesa 1992 - Paralamas - dois álbuns distintos: uma coletânea latino-americana em espanhol e uma coletânea inglesa, com músicas em português e espanhol. 1994 - Dos Margaritas - versão argentina de Severino 1996 - Nueve Lunas - Nove Luas, com 7 faixas em espanhol 1998 - Hey Na Na - 5 faixas em espanhol 2000 - O Melhor 83-99 - coletânea portuguesa 2000 - Portrait - coletânea francesa Vídeos/DVDs 1986 - V, O Vídeo 1995 - Vamo Batê Lata 1999 - Acústico MTV 2002 - Longo Caminho 2003 - Arquivo de Imagens 2004 - Uns Dias ao Vivo Outros 1997 - Pólvora - 8 primeiros CDs remasterizados, acompanhados de um livro. 1999 - Sempre Livre Mix com Titãs 2002 - De A a Z - dois boxes com 3 CDs.