Bob Dylan

Bob Dylan: últimos vídeos musicais

Lay, Lady, Lay

Vídeo Musical

The Story Of Travelin' Thru, 1967 - 1969

Vídeo Musical

I Threw It All Away

Vídeo Musical

Living The Blues

Vídeo Musical

Girl From The North Country

Vídeo Musical

Wanted Man

Vídeo Musical

Knockin' on Heaven's Door

Vídeo Musical

Just Like a Woman

Vídeo Musical

Bob Dylan: Sobre

Boy Dylan é o cantor e autor mais importante da história do rock n´roll e um dos cantores mais imponentes da música. É a mola que existe na genialidade dos Estados Unidos nativo que inclui Hank Williams e Woody Guthrie, Robert Johnson e Muddy Waters. Mas ao contrário dos seus antepassados, Bob Dylan não está morto. Está vivo, relativamente bem de saúde e de volta às digressões este ano. Continuamente revisando e adaptando canções do seu enorme repertório e( tão recentemente como em 1997) escrevendo e gravando canções novas tão potentes e significativas como qualquer uma dos seus clássicos famosos.Nascido como Robert Allen Zimmerman em Dulluth, Minnesota a 24 de Maio de 1941, Dylan foi criado em Hibbing, Minnesota pela sua família judia de classe média. Durante a sua adolescência, Bob foi um fã apaixonado de Elvis Presley, Little Richard, Hank Williams e Johnnie Ray e as suas primeiras apresentaçãoes com combinações de outros adolescentes tinham essa mesma imagem. Mas em 1960, após um ano na Universidadede Minnesota e a sua imersão na música típica desse lugar, Dylan adoptou uma imagem pública que modelou a partir de Woody Guthrie e Ramblin`Jack Elliot. Agora cantava com um estilo roufenho, acompanhado pela guitarra acústica e a harmónica e adoptou uma aparência mais rude e de rua.A 24 de Janeiro de 1961, Bob Dylan chegou à cidade de Nova Iorque e em menos de um ano, o seu álbum de estreia simplesmente intitulado Bob Dylan foi lançado pela discográfica Columbia. Em Janeiro de 1963 e com o lançamento de The Freewheelin`Bob Dylan, o profundo impacto da música de Dylan(e de Joan Baez que interpretava todas as canções de Dylan) alargou a indústria musical e a cultura populara uma vasta gama de cantores de esquerda, incluindo Phil Ochs, Tom Paxton e Judy Collins. Freewheelin continha Blowin`in the Wind, a composição mais famosa de Dylan nesse período e o hino dos movimentos para direitos humanos e desarmamento nuclear. 1964 marcou o rumo de uma nova etapa: a chegada do primeiro álbum Top 10 do artista, Another Side of Bob Dylan, Em canções como My Back Pages e Chimes of Freedom, afastou-se do seu compromisso com a música de protesto e sob a influência da poesia de John Keats, Arthur Rimbauld e Allen Ginsberg começou a criar canções de uma complexidade lírica espantosa e de uma sofisticação literária.Em Bringing It All Back Home(1965), utilizou instrumentos eléctricos pela primeira vez. Em menos de 14 meses após esse álbum histórico, o cantor lançou mais dois álbuns com mais força e significado: Highway 61 Revisited(Outubro, 1965) e Blonde On Blonde(Julho, 1966). Estes, ainda hoje, continuam a ser considerados como as gravações mais influentes de Dylan pela poesia surreal, satírica e verdadeiramente surpreendente das suas letras; a expressão do seu canto e o brilhante rock n´roll criado por Michael Bloomfield(guitarra), Robbie Robertson(guitarra) e Al Kooper(teclado).No Outono de 1965, Dylan e o seu grupo The Hawks(depois conhecido por The Band) embarcaram numa digressão mundial que terminou a 29 de Julho de 1966, quando o cantor esteve envolvido num acidente de mota perto de Woodstock, Nova Iorque. Este evento foi a demarcação mais significativa na carreira de Bob Dylan: por exemplo, nunca houve outra banda que duplicasse a química no palco e inspiração mútua dos The Hawks, como foi provado no seu concerto de 1966, Royal Albert Hall.As gravações seguintes vão desde a sua mestria como John Wesley Harding(Janeiro, 1968) e Blood on The Tracks(Fevereiro, 1975) a álbuns ao vivo enérgicos mas inconsequentes; três compilações dos melhores sucessos e esforços em vão de álbuns de estúdio como Empire Burlesque(1985) e Knocked Out Loaded(1986). As suas canções por lançar e actuações quando eram contrabandeadas, às vezes provaram ser superioresaos álbuns oficiais. Dylan regressou ao seu estilo de solista acústico dos seus primeiros anos em dois álbuns com canções tipicamente tradicionais e de blues, Good As I Been to You(1992) e o superior World Gone Wrong(1993).Desde 1966, a maioria da música mais importante de Dylan foi tocada ao vivo em vez de ser gravado em estúdio. As bandas de apoio que usou incluiu Grateful Dead, Tom Petty & the Heartbreakers e um grupo de rock gospel completo com vocalistas femininas. As suas actuações ao vivo foram desde o abominável(mais notavelmente em actuações de televisão) ao sublime. Desde 1988, Dylan não tem descansado das suas digressões por mais de seis meses. Tocou quase 100 apenas em 1999. (Em comparação, uma digressão dos Rolling Stones tem um total de 30; Bruce Springsteen & the E Street Band tocaram quase 40 em 2000).A sua lista de obras para actuações, com apenas umas canções correspondentes ao álbum, são compiladas a partir de um vasto repertório de canções peculiares e estranhas. Os fãs de Dylan celebram a sua primeira actuação ao vivo de Down Along the Cove(14/6/99 em Eugene, Oregon) como também as actuações do seu ídolo de White Dove, dos Stanley Brothers ou The Times We`ve Known de Charles Aznavour."As pessoas gostam de falar da nova imagem da América, mas para mim continuaa ser a velha; Marlon Brando, James Dean, Marilyn Monroe; não são os computadores, a cocaína e David Letterman, temos de parar com isso. Hedy Lamarr, Dorothy Dandridge, essa é que é a minha ideia da América. Quem é que a melhorou?"O aspirante a cantor e autor diz para nos descartarmos de tudo do agora, que estaremos melhor assim. "Leiam John Keats, Melville, ouçam Robert Johnson e Woody Guthrie" - Bob Dylan, 1985.