The Doors

The Doors: últimos vídeos musicais

When You're Strange (Trailer)

Vídeo Musical

2012 L.A. Woman - Kenny Anderson

Vídeo Musical

To Really Be a Superstar

Vídeo Musical

Love Me Two Times

Vídeo Musical

Someone Not Quite at Home

Vídeo Musical

Introducing: The Doors

Vídeo Musical

I'd Like Them to Listen

Vídeo Musical

People Are Strange

Vídeo Musical

The Doors: Sobre

A história do The Doors começou em Los Angeles no ano de 1965 com a união Jim Morrison (voz), Ray Manzarek (teclados), Robby Krieger (guitarra) e John Densmore (bateria). A banda ainda recebeu influências de diferentes estilos musicais, como o blues, jazz, flamenco e a bossa nova. A inspiração para o nome da banda veio do livro de Aldous Huxley, "The Doors Of Perception". Logo depois da formação, a banda passou mais de um ano compondo canções e escrevendo letras. Quando começaram a fazer shows, Jim Morrison ainda muito tímido, cantava de costas para a platéia, mas logo que começou a usar drogas como LSD passou a se sentir bastante à vontade em cima do palco. Em 1967, Doug Labahn (baixo) passa a integrar a banda e foi nesse mesmo período que eles gravam o primeiro álbum intitulado" The Doors", com destaque para os hits: "Break On Through" e "Light My Fire". A repercussão do álbum foi tão positiva que Jac Holzman, da Elektra Records, viu na banda não apenas um grande potencial musical, mas também um grande potencial monetário. O segundo álbum veio no mesmo ano. Intitulado "Strange Days", as músicas abordavam assuntos como sexo e morte, o que causou bastante polêmica na época. A performance da banda, bem como as letras das músicas, que eram muito boas, conquistavam o público cada vez mais. Em 1968, Leroy Vinegar entrou no lugar de Doug Labahn para a gravação do terceiro álbum, "Waiting For The Sun". Apesar do hit "Hello I Love You" ter atingido o 2º lugar nas paradas norte americana, a gravadora começava a criticar o mau comportamento de Jim Morrison que costumava usar muitas drogas e acabava destruindo equipamentos, além de gerar muita confusão durante os shows. O álbum mais fraco da banda, "The Soft Parade", foi lançado em 1969. Mesmo com o hit "Touch Me", o álbum traz algumas improvisações de Jazz que deixam a desejar. É nessa fase que a carreira de Jim Morrison começa a declinar. Em 1970, com o lançamento do quinto álbum intitulado "Morrison Hotel", a banda renasce das cinzas. Foi nesse mesmo ano que a banda lançou seu primeiro álbum ao vivo: "Absolutely Live". Em 1971, eles lançam "L.A. Woman" já com a participação no novo baixista, Jerry Scheff. Apesar de atingir bons resultados com o disco, a banda não estava unida e Jim Morrison parecia querer ir em outra direção. Em março do mesmo ano, Jim e sua namorada, Pamela, se mudaram para Paris, a fim de começar uma nova vida. Porém, essa fase não durou muito, pois Jim Morrison morreu em julho do mesmo ano. A morte de Morrison foi decisiva para a vida da banda que tenta sobreviver sem o astro lançando mais dois álbuns: Other Voices (1971) e Full Circle (1972). A tentativa fracassou, e em 1973 os integrantes da banda seguiram em projetos solo, não muito bem sucedidos. Em 1978, os integrantes do The Doors aparecem como "Butts Band" e gravam o álbum intitulado "An American Prayer". Esse álbum conta com um material que Jim Morrison escreveu no ano de sua morte, para um álbum que sonhava gravar. Em 1979, Francis Ford Coppola, que estudou com Morrison na UCLA, lançou o filme Apocalypse Now, com "The End" a ter destaque na banda sonora. Em 1991, o diretor Oliver Stone lançou o filme The Doors, com Val Kilmer no papel de Morrison e presenças especiais de Krieger e Densmore. A interpretação de Kilmer e o próprio filme foram bem acolhidos pela crítica, apesar das suas imprecisões. Em 2001, Ray Manzarek, John Densmore e Robby Krieger reuniram-se pela primeira vez em mais de vinte e cinco anos para tocar canções dos The Doors como parte da série VH1 Storytellers. O espectáculo foi mais tarde lançado no DVD VH1 Storytellers - The Doors (A Celebration). Em 2002, Manzarek e Krieger voltaram a se juntar e criaram uma nova versão dos Doors, designada "The Doors of the 21st Century." Em 2003, Densmore, que diz não ter sido convidado para fazer parte da reunião, move uma acção judicial contra os seus antigos companheiros de banda, para evitar que estes usassem o nome "The Doors of the 21st Century." Em 2004, a Rolling Stone colocou os Doors no 41º posto na sua lista dos 100 Maiores Artistas de Todos os Tempos. No ano anterior, já havia considerado os álbuns The Doors, L.A. Woman e Strange Days os 42º, 362º e 407º melhores álbuns de sempre, respectivamente. Em 2007, os The Doors foram premiados juntamente com Grateful Dead e Joan Baez, com o Prémio de Carreira no Grammy Awards de 2007. Discografia 1967 - The Doors 1967 - Strange Days 1968 - Waiting for the Sun 1969 - The Soft Parade 1970 - Morrison Hotel 1971 - L.A. Woman 1971 - Other Voices 1972 - Full Circle 1978 - American Prayer (realizado com gravações antigas de Jim Morrison, que faleceu em 1971)