Fatboy Slim

Fatboy Slim: últimos vídeos musicais

Weapon of Choice

Vídeo Musical

Praise You

Vídeo Musical

Wonderful Night

Vídeo Musical

That Old Pair of Jeans

Vídeo Musical

Demons

Vídeo Musical

Champion Sound

Vídeo Musical

The Joker

Vídeo Musical

Gangster Trippin'

Vídeo Musical

Fatboy Slim: Sobre

Norman Cook trabalha apenas com a base mais básica dos instintos juvenis: festa ao máximo. Aparentemente um produto dessa mentalidade, o momento em que saiu o single individual Praise You de 1999 do produtor britânico não podia ter sido mais preciso. Mesmo no momento quando os fãs da pop buscavam um pouco de prazer sem sentimento sem culpa, um ritmo simples e doce, deixando também o refrão contagiante de "I have to celebrate you baby/I have to praise you like I should". Entre as mais simples declarações humanas, não tinha sequer a ver com relações amorosas. Se Praise You fosse a primeira canção de um álbum de misturas para o Dia da Mãe, não era totalmente fora de lugar. Não há muitas outras coisas de ritmos constantes que têm sentido como este e acabou por ser o impulso que a música electrónica precisava para se infiltrar na consciência popular.O que não quer dizer que Fatboy Slim não mereceu o seu lugar na ribalta. Como muitos outros artistas da música electrónica, Cook(nativo da cidade costeira de Brighton, Inglaterra) viajou por muitos rumos para chegar ao estrelato. Desde tocar o baixo para os Housemartins nos anos 80 até chegar aos rankings do top 40 do Reino Unido com o seu trio de acid house conhecido como Pizzaman para produzir música de discoteca para Beats Internacional. Teve muitos sucessos em muitos lugares. Nos princípios dos anos 90, optou a solo, lançando álbuns sob muitos pseudónimos, como Freakpower e Mighty Dub Katz. Mas esses projectos fracassaram. E então, com o impulso de amigos como Chemical Brothers, transformou-se na sua própria personagem: Fatboy Slim.Nunca foi uma pessoa que se esconda, mas os dois álbuns de Cook sob o nome de Fatboy Slim(Better Living Through Chemistry de 1996 e o platino You`ve Come A Long Way, Baby de 1998) são guias de como agradar ao público em geral desde ritmos de pistas de dança de Everybody Needs a 303 de Better Living até ritmos repetitivos de guitarra em Right about now de Rockafeller Skank.Com toda a música de estúdio chamado House of Love, a mestria de Fatboy de retirar sons e ritmos de qualquer lado da imaginação e torná-los em ritmos que foi o que lhe deu os verdadeiros sucessos. You`ve Come a Long Way, Baby vendeu mais de três cópias, enquanto Praise You foi uma das melhores canções electrónicas ao entrar no top 40.O álbum gerou maior interesse devido em parte a uma série de remixes de Cook em 1998.As suas versões de Renegade Master de Wildchild e Brimful of Asha de Cornershop chegaram ao mais alto dos rankings britânicos e eram fundamentais em discotecas.Mas foi o primeiro lançamento individual de Fatboy Slim, uma canção chamada Santa Cruz, o que conseguiu pô-lo em destaque em 1995. Era o primeiro lançamento de uma discográfica de Brighton chamada Skint, um lugar que logo se tornou na central de música conhecida como Big Beat. Era o equivalente musical do furor que causou o grito Throw your hands in the air and wave them like ya just don`t care nas pistas da discoteca de todo o mundo. Big Beat é uma mistura exagerada e inchada de hip hop e música house que invadiu o Reino Unido nesse ano e Fatboy tornou-se nessa altura no seu representante, apresentando por todo o mundo com a sua mesa de disc-jockey para dar provas enérgicas do seu talento. O seu estilo não tem limites, por isso as suas actuações agradam a todos desde jovens rappers até mães de idade passando por camionistas conduzindo por auto-estradas. O seu sorriso tornou-se o rosto da música dance.Toda uma indústria floresceu em redor de Cook, que lançou um álbum de remisturas intitulado On the Floor at the Boutique, nomeado em homenagem ao Big Beat Boutique em Brighton e simulando a experiência de ver Fatboy ao vivo. Duas compilações não autorizadas saíram em 2000, uma sendo uma compilação dos seus remixes de trabalhos de outros artistas, intitulado imaginativamente Fatboy Slim`s Greatest Remixes e outro uma homenagem às várias identidades de Cook, intitulado The Fatboy Slim/Norman Cook Collection. Com os seus fãs ansiosos por mais Fatboy, os rumores sobre o seu último álbum(gravou uma obra com a mulher do soul Macy Gray) encheram páginas e páginas até que finalmente Halfway Between the Gutter and the Stars saiu para o mercado.